Archive for March, 2015

Harriton

Normalmente é difícil encontrar um momento de paz em meio a uma situação caótica para colocar as coisas em perspectiva. Mas quando essa oportunidade aparece, geralmente é difícil de esquecer. Tive a chance de fazer isso durante um dos dias mais importantes em minha carreira de técnico de futebol americano, e me surpreende como o corpo humano se agarra aos mínimos detalhes desses poucos segundos de devaneio.

Após árduas semanas de dois treinos diários sob o escaldante sol do verão dos Estados Unidos, o ar abafado e úmido de West Philly finalmente deu lugar a uma leve e refrescante brisa que parecia anunciar o que o estômago e os nervos já sabiam. Dia 29 de agosto, uma sexta-feira, marcava o início da temporada 2014 de futebol americano para a West Philadelphia High School, minha primeira como técnico nos Estados Unidos.

Foi um daqueles dias que demoram mais a passar do que véspera de Natal, mas movimentado desde cedo. Uma agenda dominada por tarefas inerentes à posição de técnico, como reuniões para as últimas definições de game plan e depth chart, instruções sobre estilo de jogo do adversário, conversas para garantir que todos os atletas estavam na mesma página quanto a sinais de chamada de jogadas, ou seja, aquilo que se espera das horas pré-jogo. (more…)