Archive for the ‘Xs And Os’ Category

Treino

Creio nem ser preciso enfatizar a importância que o período de treino tem para os times de futebol americano. Afinal, em um esporte complexo como o nosso, perfeição não é o suficiente para qualquer equipe que queira atingir o sucesso. Mas como usar ao máximo essas horas em que os atletas estão à disposição da comissão técnica, especialmente no Brasil, onde mais de um treino semanal é algo considerado artigo de luxo?

Não só como técnico de futebol americano mas também como jornalista e fã, já tive a oportunidade de acompanhar sessões de treino nos três principais níveis de prática da modalidade nos Estados Unidos: High School, College e NFL. Fazendo um apanhado dessas experiências e tentando adaptar para a nossa realidade, pretendo dar algumas dicas simples para otimizar seu programa de treinos e extrair uma melhor performance da equipe.

O normal no Brasil era termos treinos que duravam quase 4 horas, no entanto, se contássemos o tempo efetivo de atividade, não chegava nem na metade. Por isso, acredito ser mais produtivo ter um treino de alta intensidade e com os atletas totalmente focados durante um período mais curto do que desperdiçar tempo precioso. (more…)

Advertisements

Esta semana tive a oportunidade de passar por uma nova experiência como técnico de futebol americano nos Estados Unidos, algo bastante simples e que acredito que poderia beneficiar não apenas equipes, mas o nível técnico do esporte no Brasil.

Na última segunda-feira, dia 21, o West Philly Speedboys foi até a Lower Merion High School para participar de um 7-on-7 contra os Bulldogs, e o mesmo aconteceu na quarta, 23, contra o Neumann-Goretti Saints – duas equipes que não disputam a mesma liga que nosso time.

Se você não está acostumado com o termo, explico: 7-on-7 significa, como diz a tradução simples, 7 contra 7. O ataque é composto pelo center, quarterback e mais cinco jogadores elegíveis, variando de acordo com a formação. Já a defesa alinha apenas com três LBs e 4 DBs. Dessa forma, ambos os lados exercitam suas táticas para o jogo aéreo. Não há tackle, portanto nem é necessária a utilização de pads – recomenda-se, no entanto, o uso de capacetes. (more…)

Todo técnico ou coordenador precisa, um dia, decidir qual filosofia defensiva adotar para sua equipe, antes mesmo de começar a instalar jogadas e se preparar para competições. Mas como fazer isso de maneira eficiente, que maximize os resultados em campo?

Ao contrário do que muitos pensam, os coaches não definem a formação base de sua defesa arbitrariamente. Um defensive coordinator (DC) não opta por uma 4-3 porque seu time favorito na NFL usa essa filosofia; não decide por uma 3-4 pois é a que lhe agrada mais no Madden; ou se arrisca na 4-2-5 porque é um fã roxo (literalmente) da TCU.

Algumas particularidades fazem toda a diferença na hora de fazer essa escolha, que norteará a maioria de suas decisões em campo. E é disso que pretendo tratar neste post. (more…)